quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Defesa Civil conscientiza comunidades no Alto da Serra






As comunidades Oswero Villaça e Ferroviários, no Alto da Serra, receberam nesta quinta-feira (10/9) a ação de conscientização da Prefeitura, por meio da Secretaria de Proteção e Defesa Civil. Pela manhã, durante o teste mensal das 18 sirenes do Sistema de Alerta e Alarme, agentes da Defesa Civil e da Unidade de Proteção Comunitária (UPC) do Alto da Serra circularam pelas comunidades distribuindo cartilhas com dicas de prevenção de desastres das chuvas e panfletos com orientações do que fazer quando a sirene é acionada.
O secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Simão, coordenou a ação e tirou dúvidas de moradores. Dois perguntaram sobre o que fazer em relação a árvores atrás de suas casas que estariam apresentando risco de queda. Simão esclareceu que, nesse caso, os moradores devem buscar autorização para o corte junto à Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, pelo telefone 2246-8960. Se, após a vistoria, a Secretaria der a autorização, caberá ao proprietário do terreno providenciar o corte da árvore.
“Essas ações são muito positivas para a Defesa Civil. É o momento em que paramos o que estamos fazendo para ir para a rua, conversar com a população. Ao mesmo tempo em que fazemos a campanha de conscientização, também ouvimos os questionamentos dos moradores e tiramos dúvidas. Nesses últimos quase três anos, temos buscado muito caminhar junto com a população, porque sabemos que a prevenção de desastres das chuvas só será efetiva se houver a participação da comunidade. É uma determinação do prefeito Rubens Bomtempo que a Defesa Civil invista na prevenção, para deixarmos Petrópolis cada vez mais segura em relação às chuvas”, disse o secretário Rafael Simão.
A aposentada Valdima Ramos, de 69 anos, aprovou a ação da Defesa Civil no bairro, onde mora há 26 anos. Quando recebeu dos agentes uma cartilha da Defesa Civil, Valdima pediu mais para entregar para as amigas. Ela também afirmou que a comunidade sempre fica alerta com a sirene é acionada. “É muito importante essa ação, porque vocês estão dando assistência ao povo. Precisamos dessa atenção de vocês. Moro aqui desde 1989 e, sempre que chove, fico preocupada com os vizinhos. Conheço o trabalho do Simão desde a outra gestão do Bomtempo, e gosto muito dele”, disse Valdima aos agentes.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Termina incêndio florestal em Petrópolis

Fernando Frazão | Agência Brasil
O Comandante do Corpo de Bombeiros Militar da Área Serrana do Estado do Rio de Janeiro, o Coronel Roberto Robadey, confirmou ontem à noite o fim dos focos de incêndios em vegetação em Petrópolis. Após a chuva que atingiu Petrópolis na noite de domingo, restavam apenas dois focos, um em Itaipava e outro no distrito da Posse. Os dois foram controlados e extintos pelos militares. 

No fim da noite de ontem (20), um novo foco surgiu no distrito de Pedro do Rio, bairro Barra Mansa. Moradores atearam fogo em um bambuzal à margem da Rodovia União Indústria.

Uma equipe do Destacamento de Itaipava se deslocou até o local e extinguiu o incêndio.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Frente fria muda o tempo em Petrópolis

IMAGEM: REPRODUÇÃO DO CLIMATEMPO METEOROLOGIA
Uma frente fria avança sobre a Região Serrana do Rio e promete quebrar o bloqueio atmosférico que provocava a seca há mais de um mês. Após a chuva convectiva da madrugada, a seca diminuiu, mas o tempo continua abafado em toda a cidade. Nesta tarde de segunda-feira, há previsão de pancadas de chuva com trovoadas e rajadas de vento que podem chegar próximo dos 40km/h. 


No Primeiro Distrito

No Centro da cidade o tempo já mudou. Refrescou bastante. Termômetros, que chegaram a marcar 42ºC ontem, na Rua Bingen, hoje já baixou para os 24ºC. 


No Segundo Distrito

Em Cascatinha, na região mais baixa do distrito, ontem à tarde chegou a fazer 42ºC, em frente ao Terminal de Corrêas, por volta de 14h30. Hoje, o tempo está bem diferente no local, marcando 24ºC.

Em Itaipava


O calor de 40ºC que Itaipava registrou na tarde de ontem, diminuiu após a chuva da madrugada. Hoje, a máxima registrada foi de 30ºC, às 14h30. Mas a temperatura deve baixar, devido à chegada da frente fria.

Pedro do Rio e Posse

Em Pedro do Rio, a chuva foi bem rápida. Onde ontem fez 40ºC, hoje a máxima não passou de 29ºC. Já na Posse, uma das regiões mais quentes de Petrópolis, há relatos de que ontem fez 42ºC no distrito. Ontem a chuva no local não foi suficiente, não passando de 5 milímetros. Lá, não chove há dois meses. Hoje, a máxima chegou aos 34ºC.







terça-feira, 14 de outubro de 2014

PETRÓPOLIS É A 4ª CIDADE COM MAIS QUEIMADAS DO BRASIL

FOTO DE LUCAS ENTER - ITAIPAVA
Segundo dados do Centro de Previsões do Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/INPE), Petrópolis é a quarta cidade do Brasil com maior número de focos de incêndio nas últimas 48h. Queimadas se alastram e já atingem região de Teresópolis, Areal e São José do Vale do Rio Preto. 

Somente no Parque Nacional da Serra dos Órgãos - Parnaso, uma área equivalente a 300 campos de futebol já foi devastada. Há 30 brigadistas no local, aguardando a chegada de um helicóptero dos bombeiros, para ajudar no combate. 

Simultaneamente, equipes dos bombeiros, polícia civil e militar do Rio estão lutando contra outros focos na Pedra de Itaipava, em Pedro do Rio, na Posse e também em São José do Vale do Rio Preto. 

Ao todo, mais de 2500 hectares já foram destruídos pelo fogo.