quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Primavera chega com temperatura na média


A primavera chegou com temperaturas dentro da média no sudeste do país. Hoje, apesar do sol aparecer, os termômetros não passaram dos 22 graus em Petrópolis, e assim deve ser a sexta-feira, só que com a temperatura um pouco mais alta.

No fim de semana o tempo deve começar a mudar. Até o domingo uma frente fria que avança pelo sudeste deve deixar o tempo fechado e chuvoso novamente.

A primavera deve ser marcada por temperaturas quentes, mas não tão exageradas quanto em anos anteriores. A quantidade de chuva também deve se manter dentro da média, no entanto, as chuvas podem ser fortes. A estação marcará a chegada do fenômeno "La niña", que consiste no resfriamento das águas do oceano, o contrário do El Niño, que vinha afetando o continente aumentando a temperatura do mar.

Três são presos tentando assaltar a Casas Bahia no Centro

FOTO DE VICTOR GUIMARAES - REDES SOCIAIS
Três homens foram presos na noite desta quinta-feira (22) suspeitos de tentar assaltar a loja Casas Bahia, no Centro de Petrópolis. A prisão aconteceu depois que a PM foi acionada e conseguiu frustrar a tentativa de assalto ao estabelecimento, que fica próximo às lojas Americanas. Um dos homens estava armado. Todos foram levados para a 105 Delegacia do Retiro, onde o caso será investigado. Nada foi roubado e ninguém se feriu.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Propostas: Rossi firma compromisso com professores





Com uma série de 16 itens como compromisso de gestão, Bernardo Rossi é o primeiro candidato a prefeito a assinar a carta-compromisso com os profissionais da Educação. O documento, elaborado pelo Sindicato dos Profissionais da Educação (Sepe-Petrópolis), foi assinado na noite desta segunda-feira (19.09) em reunião com mais de 150 professores e funcionários da educação municipal. Bernardo Rossi é candidato pela coligação Petrópolis no Coração, formada por PMDB, PP, PSC, PSDC, DEM, PSL, PTC, PRTB, PV, PDT, PEN, PROS, PSDB, PMB, PRP, PTB e PHS.

“Respeitar o servidor da educação e cumprir a lei. Estas premissas básicas já estavam em meu plano de governo e agora reitero o compromisso assinando este documento. Em meu governo o servidor vai ser ouvido, vai ter diálogo, vai ter crescimento, vai ter qualificação, vai ter valorização”, garante Bernardo Rossi.

Entre os itens previstos, está o cumprimento do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) atualizando os enquadramentos por formação e tempo de serviço; a redução da carga horária para 30h, a implementação da reserva de 1/3 da carga horária docente para o planejamento e ainda o pagamento dos valores atrasados relativos aos enquadramentos do PCCS.

A carta-compromisso destaca ainda a garantia do acompanhamento de cuidadores especializados para os alunos com necessidades especiais, férias em janeiro e recesso em julho para todos os profissionais da educação, a convocação dos concursados aprovados em 2015 e fim dos contratos temporários de não concursados e terceirizações.

“Ao assinar o documento, o candidato demonstra respeito às reivindicações da categoria que vai cobrar seu cumprimento, medidas que beneficiam profissionais da área, mas também a Educação em seu conceito”, avalia Rose Silveira, presidente do Sepe-Petrópolis.

“Hoje, sem planejamento e sem apoio, a educação da cidade tem os professores como heróis. E precisamos começar valorizando o servidor com qualificação constante. Mas é preciso também melhorar a escola, com uma fiscalização permanente dos prédios para que eles sejam condizentes com as atividades, melhorar a merenda para aumentar o rendimento escolar, promover o ensino integral e a real inclusão da criança com deficiência. Tudo isso faz parte do nosso plano de governo e vai ser colocado em prática”, garante Bernardo Rossi.

Propostas: Bomtempo vai criar creches noturnas

Bomtempo apresenta propostas a dona de casa - Foto: assessoria.


Os candidatos a prefeito e vice-prefeito pela coligação “Unidos por Petrópolis – o trabalho tem que continuar” (PSB, Rede, PCdoB, PSD, PRB, PTN, PR, SD e PTdoB), Rubens Bomtempo e Thiago Damaceno, apresentaram mais uma proposta para ampliar cada vez mais a rede de educação infantil do município: a criação de creches noturnas. “Hoje, muitas mães trabalham em períodos fora do horário de atendimento dos Centros de Educação Infantil (CEI). Por isso, a creche noturna será fundamental para ajudar essas pessoas”, disse Rubens Bomtempo. Os candidatos percorreram o bairro de Araras, onde Bomtempo construiu o CEI Denise Bessa e reformou o do Vista Alegre, aumentando a sua capacidade de atendimento.

Bomtempo destacou que a proposta vai ao encontro da sua principal meta para a educação infantil: universalizar o acesso de crianças entre 0 a 5 anos. “Já aumentamos em 144% o número de vagas. Esse trabalho precisa continuar. Esse é um dos nossos principais objetivos para os próximos quatro anos: colocar todas as crianças na escola, com conforto e segurança”, disse Bomtempo. Hoje, Petrópolis tem 74 Centros de Educação Infantil e Escolas Municipais de Educação Infantil, atendendo mais de 8 mil crianças. Nos CEIs, elas estudam em horário integral (7h às 17h) e recebem cinco refeições por dia. “Reorganizamos as unidades escolares e monitoramos as vagas ociosas, com o acompanhamento do Ministério Público e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA)”, lembrou Bomtempo.

O candidato a vice-prefeito pela coligação “Unidos por Petrópolis – o trabalho tem que continuar”, Thiago Damaceno, destacou que Bomtempo é o prefeito que mais trabalhou pela educação infantil em Petrópolis. “É só andar pela cidade para constatar: a grande maioria das creches que a nossa cidade tem hoje foi construída por Rubens Bomtempo, que tratou a questão como prioridade. Agora, vamos avançar ainda mais. Ampliando o número de Centros de Educação Infantil, fazendo a busca ativa e garantindo vaga em creche para toda criança nascida no Hospital Alcides Carneiro, vamos alcançar nosso objetivo, de universalizar o acesso à educação”, disse Thiago.

Kílvia Silvia Lima sabe bem a importância de ter um local seguro para deixar os filhos. Mãe do Anderson e da Ana Júlia, alunos do CEI Denise Bessa, ela, antes, deixava as crianças com os vizinhos ou pagava uma babá para poder sair em busca de emprego. “Agora não. Posso deixar na creche, que está maravilhosa. As crianças são bem tratadas, bem alimentadas e chegam limpinhas. Isso me dá mais tranquilidade para procurar um emprego e garantir uma vida melhor para os meus filhos".