PUBLICIDADE

CPTrans diz que sinalização vai aumentar velocidade no trevo de Bonsucesso

  
Pintura de nova sinalização no Trecho de Bonsucesso deverá aumentar em até 18% a velocidade média dos veículos no trecho. A medida foi realizada na madrugada desta quarta-feira (25.04) após simulações computacionais demonstrarem que o afunilamento e ajustes de canalização da via tornariam o trânsito mais fluído na região. Além disso, a CPTrans realizou testes semelhantes com agentes de trânsito, que demonstrou diminuição no tempo de retenção tanto para o transporte público, quanto para os veículos individuais.
       
     A alteração na sinalização do trecho tem como intuito, além de melhorar a fluidez no trânsito, aumentar a segurança dos usuários no trecho. A CPTrans também busca recursos para realizar melhorias no local que dependem de alterações geométricas da via, ou seja, obras deverão ser realizadas para melhorar o fluxo de veículos na região.

            “A alteração ocorre como um paliativo para melhorar o trânsito naquele trecho, que é um dos maiores pontos de retenção para quem segue para Itaipava, Pedro do Rio e Posse, principalmente aos fins de semana, quando o número de veranistas e turistas aumenta consideravelmente. A frota de veículos em Petrópolis, segundo dados do Detran, é de 167 mil, ou seja, existe hoje, pelo menos um carro para cada três habitantes da cidade. É necessário realizar mudanças para comportar o crescimento dessa frota na cidade”, esclarece o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

            Desde o ano passado, a CPTrans já vem buscando melhorias para o Trevo de Bonsucesso. Agentes de trânsito foram disponibilizados para a área nos horários de pico, o que ocasionou menos manobras indevidas na região e melhoria no fluxo de veículos. Além disso, foram colocados cones para impedir fila dupla de carros seguindo em direção à ponte de Bonsucesso, entre outras medidas que, agora, deverão ser aplicadas em definitivo com a pintura da sinalização horizontal no Trevo.

            “É claro que qualquer alteração só terá resultado positivo se a população obedecer a legislação seguindo o que determina a sinalização horizontal, além dos limites de velocidade e, claro, dirigindo com cautela. Nas simulações foram levadas em conta todos os aspectos que compõem a via, além do número de veículos que passam por ela diariamente, ônibus, caminhões e até o número de travessia. Essa simulação apontou as obras como medida para melhorar a área, mas, enquanto buscamos recursos para isso, a sinalização pode ser um paliativo para a área”, destaca o diretor técnico e operacional da CPTrans, Luciano Moreira.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE