PUBLICIDADE

Petrópolis é uma das cidades mais imunizadas contra a febre amarela no país


Seguindo a determinação do Ministério da Saúde em ter 100% da população de todo o país protegida contra febre amarela até 2019, a Secretaria de Saúde vem ampliando a divulgação das 15 unidades que estão aplicando a vacina diariamente, de 8 às 16h. Petrópolis é um dos municípios que mais imunizou contra a doença em todo o Estado do Rio. Foram mais de 198 mil doses aplicadas em um ano de campanha ininterrupta. Como resultado, nenhum petropolitano contraiu a doença durante a estação de maior incidência de casos, o verão.

Toda a população acima dos nove meses de idade deve ser vacinada contra a febre amarela. A recomendação vale também para idosos, gestantes e mulheres que ainda estão amamentando que são avaliados epidemiologicamente pelo profissional de saúde da unidade que aplicará a vacina. O novo protocolo de imunização da Secretaria de Estado de Saúde foi implantado no município em fevereiro deste ano.

Como medida de prevenção a Secretaria de Saúde fez no ano passado um cinturão de imunização nas áreas de matas fechadas e rurais. Neste ano, a Saúde realizou Dia D de vacinação e vem fazendo uma pesquisa junto aos bairros em busca de pessoas que ainda não se vacinaram para indicar o posto para se vacinar.

“Apesar de termos uma boa cobertura ainda há petropolitanos que não se vacinaram, mesmo com as doses disponíveis em 15 unidades. O novo protocolo estabelece que o município aumente essa cobertura. A vacina em Petrópolis garante a proteção para vida toda, não é fracionada e estamos trabalhando para levar mais uma vez as doses às famílias que moram em áreas de difícil acesso. Isso será feito em novas ações volantes”, explica o prefeito, Bernardo Rossi.


Doses no município não são fracionadas

Ao contrário das 15 cidades do Estado que estão com as doses fracionadas, com proteção por até oito anos, em Petrópolis continua sendo aplicada a dose única, de 0,5 ml, preconizado pela Organização Mundial da Saúde para proteção para a vida toda contra a doença. O novo protocolo de imunização contra a doença que passa a vacinar a população a partir dos 9 meses de vida incluindo idosos, gestantes e mulheres que amamentam. Para se vacinar é preciso apresentar documento de identificação e menores de 18 anos a caderneta de vacinação.

“O nosso município segue sem nenhum petropolitano contaminado por Febre Amarela e sem nenhum óbito. Queremos manter esses índices. Para isso, a população precisa se vacinar. Há doses o suficiente em estoque para proteger a nossa população”, afirma o secretário de Saúde, Silmar Fortes.


Especialistas indicam a vacinação para toda população

A vacina possui contraindicações absolutas para os menores de nove meses, pacientes com imunossupressão (pessoas em tratamento de quimioterapia, radioterapia, ou com uso de corticoide, por exemplo), e pessoas soropositivas.

“Pessoas com mais de 60 anos, gestantes, mulheres que estão amamentando devem se vacinar considerando o risco de adoecer a que estão submetidas. Hoje há circulação do vírus no estado então se deve considerar a vacinação. Se não houver contraindicação clínica, a recomendação é que se vacine toda a população de mais de nove meses de idade”, afirmou o infectologista Erick Cândido.

A geriatra Rita Ravaglia reforça que as pessoas que não tem certeza se tomou a vacina no passado, deve procurar uma unidade de Saúde para se vacinar.
“Temos casos de pessoas que não sabem se tomaram a vacina na infância ou adolescência, neste caso é melhor vacinar. Mas quem lembra que tomou a vacina no passado já estão imunizados. No caso dos idosos, a Secretaria de Saúde orientou as unidades a observarem os idosos vacinados por até 30 dias após a aplicação da vacina”, disse a geriatra.




Lista dos postos de Saúde e demais locais de vacinação:
*Atendimento de segunda a sexta-feira de 8h às 16h – Com intervalo de 1 hora de almoço

- Centro de Saúde Coletiva - Rua Santos Dumont, S/Nº
- PSF Alto da Serra - Rua Teresa, 2.024 (Praça Miguel Couto)
- PSF São Sebastião - Rua São Sebastião nº 625
- UBS Alto Independência - Rua Ângelo João Brand s/n
- Ambulatório Escola –  Rua HívioNaliato nº 169
- Hospital Alcides Carneiro - Rua Vigário Corrêa, 1.345
- UBS Itaipava - Estrada Philúvio Cerqueira Rodrigues s/n
- UBS Pedro do Rio - Estrada União e Indústria s/n
- PSF Posse - Estrada União de Indústria nº 33.530
- Coordenação Epidemiologia - Hospital Municipal Nelson de Sá Earp Rua Paulino Afonso, 455
- UBS Mosela - Rua Mosela nº 744

Funcionamento especial
- UBS Retiro - Av. Barão do Rio Branco s/n – Horário de funcionamento de 13h às 19h

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE